terça-feira, 17 de agosto de 2010

CONHECENDO OS INSETOS

Identificadores de insetos

Em geral, qualquer ser com mais de quatro pernas é indiscriminadamente rotulado de inseto. No entanto, muitos deles não são de fato insetos, mas pertecem a um dos vários grupos aparentados, que são muito diferentes.Os insetos dividem-se em três partes: cabeça, tórax e abdômem. Eles são os únicos animais com três pares de patas articuladas. a maioria deles possuem asas, todavia, muitas formigas não têm asas; portanto, a ausência de asas não significa que o ser não seja um inseto.

CURIOSIDADES: O corpo do inseto é formado de três partes: a cabeça, onde estão os olhos, as antenas e as mandíbulas; o tórax, de onde saem as pernas e as asas; e o abdome, onde se dá a digestão dos alimentos e onde são produzidos os ovos que darão origem à geração seguinte.

VOCÊ SABIA: Que o sangue dos insetos é frio. Antes de alçar vôo, alguns insetos maiores precisam aumentar a temperatura do corpo, para que seus músculos funcionem adequadamente. Para isso, eles tremem, como fazemos em dias muito frio.

Parceira perigosa... Quando os insetos carnívoros se acasalam, o macho corre o perigo de ser devorado por sua parceira. Para impedir que isso aconteça, o macho dos insetos empidídeos dá à fêmea outro inseto para comer durante o acasalamento.

BESOURO RINOCERONTE
Ordem: Coleoptera

Nome Científico: Oryctes nasicornis

Tamanho: 40 mm.

Hábitat: Bosques de carvalhos e serrarias

Esse nome vem do "chifre" curvado que o macho têm na cabeça. As fêmes não possuem "chifre". À noite alimentam-se de carniça e desempenham um importante papel na reciclagem de carne apodrecida, esterco e vegetação em decomposição. As antenas laminadas têm, suas pontas processada na forma de pente.

VAGA-LUME
Ordem: Coleoptera

Nome Científico: Lampyris noctiluca.

Tamanho: 20 mm.

Hábitat: Gramados.

O nome provém da fêmea sem asas que, à noite, produz uma luz esverdeada para atrair o macho. As fêmeas são maiores que os machos, que têm asas de um marrom pálido. As larvas são semelhantes às fêmeas adultas e alimentam-se de pequenas lesmas.

JOANINHA DE SETE PONTOS
Ordem: Coleoptera.

Nome Científico: Coccinella 7-punctata.

Tamanho: 9 mm.

Hábitat: Em todo o lugar.

São insetos comuns de jardim, visto que são predadores vorazes de outros insetos. Vendidos como agente de controle biológico por empresas fornecedoras de produtos para jardins, por serem muito eficazes. Na sua maioria , são vermelho, alaranjados ou amarelos com pontos pretos. Quando manipulados ou atacados por predadores, expelem um fluido de cheiro forte. As larvas são tão voraveis quanto os adultos. Dormem todo o inverno, em grandes enxames, sob a casca de árvores e cama de folhas para se manterem aquecidos.

MOSCA DA CARNE
Ordem: Diptera

Nome Científico: Sarcophaga carnaria

Tamanho: 20 mm.

Hábitat: Perto de casas, mas praticamente em qualquer lugar.

Uma das moscas com patas muito compridas e olhos vermelhos. Os adultos alimentam-se de flores, mas são atraídos por carne em decomposição e esterco. A fêmea da à luz os fetos, sem pôr ovos, no esterco em carne em decomposição. As larvas alimentam-se de material apodrecido.

BORBOLETA
Ordem: Lepidoptera.

Nome Científico: Colias croceus.

Tamanho: 54 mm.

Hábitat: Prados, margens de estradas.

Uma das mais comuns borboletas amarelas manchadas, reconhecida facilmente pela cor alaranjada. Ela tem atraentes patas e antenas cor-de-rosa. Frêqüenta flores silvestres dos prados e margens de estradas. É uma poderosa migrante.

BORBOLETA MONARCA
Ordem: Lepidoptera.

Nome Científico: Danaus plexippus.

Tamanho: 100 mm.

Hábitat: Áreas gramadas onde crescem plantas leitosas.

Uma grande e vigorosa borboleta que se estabeleceu em todo o mundo graças ao seu grande poder de dispersão. Seus padrões e cores não variam muito e ela possui as características de uma borboleta tóxica. Alimenta-se de plantas que segregam suco leitoso e usa o veneno das plantas para sua própria defesa.

BICHO-PAU
Ordem: Phasmatodea.

Nome Científico: Clonopsis gallica.

Tamanho: Até 8 cm.

Hábitat: Jardins e áreas com arbustos.

Mestres do mimetismo, os bichos-pau são quase invisíveis em seu hábitat. Parecendo galhos fininhos, eles são capazes de adotar um passo lento e oscilante, que imita o movimento da vegetação soprada pelo vento. Quase todos os espécimes são fêmeas, que põem ovos férteis sem se acasalar.


BICHO-FOLHA
Ordem: Phasmatodea.

Nome Científico:Heteropteryx dilatata.

Tamanho: Até 18 cm.

Hábitat: Matas tropicais.

As fêmeas desta espécie são formidáveis, mas precisam ser manuseadas com cuidado por causa de seus longos e afiados espínhos, especialmente os que ficam nas patas posteriores. Elas parecem mais folhas que galinhos, devido a largura de seus corpos. Os machos são menores e marrons, as fêmeas são verde-claras.

CURIOSIDADES: Folha com pernas?

O bicho folha não passa de uma incrível imitação de uma folha. Ele tem marcas que reproduzem perfeitamente a nervura central e os veios da folha, e até mesmo as manchas marrons quando ele ,morre.

O bicho-pau finge ser graveto. Muitos aperfeiçoam o disfarce balançando o corpo, como se embalados pela brisa.

LOUVA-A-DEUS
Ordem: Mantodea

Nome Científico: Mantis religiosa.

Tamanho: Até 75 mm.

Hábitat: Áreas irregulares cobertas de grama, e com arbustos.

Os mantodes são facilmnte reconhecido por seu corpo longo e delgado, e pelos movimentos lentos, mas graciosos. Eles têm dois pares de patas para andar, e patas anteriores, denteadas, musculosas e bem adaptadas para agarrar as presas com rapidez. Este par de patas anteriores é mantido junto ao corpo, na posição de quem está rezando, daí seu nome "louva-a-deus". A cabeça apresenta uma surpreendente gama de movimentos. Eles são o mestre do disfarce; muitas vezes na forma de folha, podem ficar marrons, cor-de-rosa ou verdes.

VOCÊ SABIA: Que o louva-a-deus utiliza as pernas dianteiras como se fosse uma armadilha. Senta-se sobre as plantas e fica parado, esperando a aproximação de algum inseto, para agarrá-lo e comê-lo.

Os louva-a-deus possuem antenas minúsculas chamadas palpos, que servem para sentir o sabor dos alimentos. Ele limpa as antenas passando-as por entre as mandíbulas. Os insetos devem manter as antenas limpas para que seus sentidos permaneçam aguçados.

BARATA
Ordem: Blattodea.

Nome Científico: Periplaneta americana.

Tamanho: 45 mm.

Hábitat: Esgotos, minas, estufas de plantas e edifícios.

Este inseto é encontrado em todo mundo são rápidos corredores, alimentam-se de tudo e revolvem lixos. Voam bem, em clima quente. Causam danos à livros, roupas e documentos.

CURIOSIDADES: Para cantar, os gafanhotos machos esfregam as pernas traseiras contra as asas dianteiras. Cada tipo de grilo entoa uma melodia diferente. de modo a atrair somente as fêmeas de sua espécie.

A parte superior das pernas traseiras dos grilos é formada por músculos grandes que servem para grandes saltos. Os grilos têm ouvidos nas pernas da frente, sob os joelhos!

"O grilo-toupeira tem pernas dianteiras grandes e achatadas, parecidas com a da toupeira. Nas noites quentes, sai voando, mas também cava tuneis com muita rapidez".

VOCÊ SABIA: Os grilos machos lutam por sua fêmeas, pelo alimento e por seu território (o espaço onde vivem). O grilo-de-briga usa as mandíbulas cortantes para tentar ferir o inimigo até que ele morra.

TRAÇA-DE-LIVRO
Ordem: Thysanura

Nome Cietífico: Lepisma saccharina

Tamanho: 12mm.

Hábitat: Principalmente em casas e outros edifícios, mas em geral ao ar livre.


Inseto sem asas, coberto de escamas, que vive principalmente em locais escurose úmidos das casas. É noturno e corredor veloz. Alimenta-se de bolor, material com goma ou cola e pode danificar livros e papéis.

ABELHA-DE-MEL
Ordem: Hymenoptera.

Nome Científico: Apis mellifera.

Tamanho: 15 mm.

Hábitat: Áreas floridas.

Esta é a abelha que nos fornece mel e cuja maioria vive em colmeias, embora algumas vivam em colônias silvestres. Ela tem um alvéolo comprido e estreito perto da ponta da asa, que destingue de outras abelhas.

CURIOSIDADES: As pessoas se alimentam de mel há milhares de anos, mas sem as abelhas ele não existiria. Elas recolhem o néctar produzido pelas flores e levam para a colméia, onde o transformam em mel.

"Quando uma abelha-doméstica descobre uma nova fonte de alimentos, comunica o fato às companheiras dançando na colmeia. Pela rapidez, meneios e direção da dança , ela indica o local".

VOCÊ SABIA: Que a sociedade dos índios caiapós é baseada na das abelhas. Os índios acham que esses insetos vivem em perfeita harmonia. Nas aldeias caiapós a cabana mais importânte fica no meio - como a abrlha rainha, que vive no centro da colmeia.

2 comentários: